Green Store Braga: Uma opção natural na cidade

Já faz um tempo que eu não faço um post sobre um lugar bacana aqui em Braga. Porém, a rotina tem sido intensa e, às vezes, fica complicado achar um tempo para ir ao centro fotografar. Logo que abriu, eu fui conhecer a Green Store, aqui em Braga. Quem me conhece sabe que cada vez mais tenho buscado uma alimentação mais saudável e produtos que fogem desta indústria louca, né minha gente.

É claro que não é fácil, pois precisamos investir um pouco mais e estar sempre em busca de novidades. Mas, da mesma forma que a gente se empenha pra comer e comprar porcaria, porque não buscar algo mais natural.

Logo na porta a Green Store já chama atenção, isso porque há uma estante com frutas e uma caixinha. Basta você colocar escolher a sua e colocar o dinheiro referente ao preço dela. Tudo assim, na confiança e na amizade. Dei sorte de ser atendido pela proprietária, Andrea Barbosa, no dia que fui até lá. Ela me contou que sempre comprou produtos deste tipo e que por isso decidiu abrir a loja, um segmento ainda muito escasso por aqui.

Green Store - Braga - Outubro 15 (27)

este dia estava chovendo, por isso as frutas estavam do lado de dentro.

Green Store - Braga - Outubro 15 (45)

Green Store - Braga - Outubro 15 (28) Green Store - Braga - Outubro 15 (31)
Green Store - Braga - Outubro 15 (33) Green Store - Braga - Outubro 15 (34)
Green Store - Braga - Outubro 15 (37) Green Store - Braga - Outubro 15 (38)
Green Store - Braga - Outubro 15 (41)

Green Store - Braga - Outubro 15 (47)

Engana-se quem pensa que só há comida por lá. Qualquer produto que seja “amigo do ambiente” é bem-vindo, segundo Andrea. Roupas, cosméticos, acessórios e lembranças de Portugal, que por sinal, agradam muito aos turistas nórdicos e alemães, que são entusiastas deste mercado.

Para completar minha experiência, Andrea preparou um doce delicioso pra mim. Uma tortinha com chocolate e laranja. Sem Glúten e sem açúcar, mas cheia de sabor.

Green Store - Braga - Outubro 15 (51)

Até mais!
Juan Salomão

Anúncios

3 Sugestões de filmes para o final de semana e o feriadão (no Brasil)

A sexta-feira demora, mas chega. Para quem está no Brasil, há motivos em dobro para comemorar. Afinal, segunda-feira é feriado. Do lado de cá, a gente celebra o sábado e o domingo e já está bom demais. Se os seus planos são de curtir a cama e o sossego do seu lar, separei aqui os três últimos filmes que assisti e gostei bastante. Então, se você for ficar em casa e tiver afim de assistir algo bacana, vem na minha.

1) Que horas ela volta

Estrelado por Regina Casé, este é um daqueles socos no estômago que o cinema nos oferece. O filme conta a história da personagem Val, uma empregada doméstica de uma família de classe média alta, onde ela vive e vai receber a filha que não encontra há anos. O filme aborda algo que é relativamente comum, para muitos de nós, e nos faz questionar muitos pontos que temos como “normais” na nossa sociedade. Veja o trailer aqui.

Que Horas Ela volta - JSAlomao

2) Minions

Podem rir de mim à vontade, mas eu sou muito fã de animações. Acho que são os filmes ideais para descansarem a cabeça e não pensar em nada por uma hora. O filme dos personagens amarelinhos conta a história deles, desde o surgimento da vida na Terra e a busca deles pelo vilão perfeito. É bem divertido e muitas vezes o humor é bem ácido. Como tem acontecido nas últimas animações, muitas delas parecem terem sido feitas para adultos. Eu me diverti e espero que você se divirta também. O trailer você vê aqui.

Minions O filme - JSalomao

3) Los Hermanos – Esse é só o começo do fim da nossa vida

Los Hermanos é sempre polêmica. Há quem ame e quem odeie. Eu sou da parte que ama! Eles embalaram muitos momentos da minha vida, dos bons aos ruins, de alegrias e tristezas, de paixões e fossas. O documentário dirigido pela Maria Ribeiro, que eu sou muito fã, acompanha a banda na turnê de 2012, quando eles rodaram o Brasil depois de cinco anos sem fazer shows. Tinha muito tempo que não ouvia Los Hermanos, por isso foi muito bom, ri, chorei, chorei e chorei de novo. Se você gosta deles e tá afim de se emocionar no feriado, já sabe o que assistir. Já comece a se emocionar com o trailer aqui.

Los Hermanos - Jsalomao

Espero que curtam as sugestões. Ah, se tiverem mais alguma ideia bacana, comenta aqui, no facebook, no instagram ou em qualquer outro lugar.

Juan Salomão

Road Trip: De carro desde Portugal até a França

Prepare-se, pois este post vai ser longo.

Um pouco antes da chegada do verão, eu e Dudu começamos a pensar nas mil possibilidades para este período. A medida que íamos pesquisando, o desanimo aumentava, junto com os preços das passagens, dos hostels e tudo mais. Porém, o Jo estava por vir, no início de Agosto e a gente ia viajar.

Marrocos, Croácia, Leste Europeu e muitos outros destinos vieram em mente, mas os ajustes ao orçamento eram necessários. Com pouco dinheiro no bolso, mas muita vontade de viajar, decidimos fazer uma viagem de carro. Logo que o Jo chegou, começamos a pensar nas possíveis rotas. Assim, decidimos chegar até Bordeaux, na França, para conhecer as prais próximas a cidade.

Road Trip - Summer 15 - Jsalomao (2)

Leia ouvindo qualquer música do Calvin Harris, David Guetta e afins…


Partimos. Eu assumi o volante, e a ida não foi fácil. Foram 970 Km com apenas duas paradas, saímos de Braga às 13h e chegamos lá a meia noite. Cruzamos Portugal e Espanha, em apenas um dia. Foi puxado, mas assim que entrei na cidade vi que tinha valido a pena. Bordeaux é linda, charmosa e animada, pelo menos estava. Chegamos em casa, que alugamos no Airbnb e nos arrumamos para dar uma volta e comer algo. Frustração máxima! Neste meio tempo, todos os lugares fecharam, e na única porta que encontrei aberta, perguntei se eles sabiam um lugar onde eu pudesse comer. Ele respondeu que esta hora já estava tudo fechado. Mais uma vez perguntei, “Nem um MC Donald’s, lanchonete ou algo 24 horas” e ele delicadamente disse: “C’est la France”. Aceitamos e voltamos para casa, fizemos um macarrão e cama.

A ideia para o dia seguinte era praia…mas não contávamos com os 16ºC e o tempo nublado. Tudo bem! Fomos explorar a cidade. Que cidade linda! Tive a impressão de estar numa mini paris, charmosa, mais barata e ideal para explorar de bicicleta, que foi o que fizemos. Passamos o dia todo rodando de bike e terminamos o dia num pique-nique à beira do Rio, que aliás parece ser o programa oficial dos habitantes. Foi delicioso, a cidade estava muito animada, muitas pessoas curtindo a Garrone, que é o nome do rio e da região à beira. Demos uma volta ainda pelo centro à noite, fomos a um barzinho com minha amiga Mari, que mora por lá e nos mostrou mais um cado da cidade.

Roadtrip - Summer15 - (4)

A Place de la Bourse é o ponto central de Bordeaux


Roadtrip - Summer15 - (3)

Roadtrip - Summer15 - (10)

A basílica de Saint-Michel é simplesmente absurda

Roadtrip - Summer15 - (13)

Descabelado, mas feliz!

Roadtrip - Summer15 - (14)

Bike é a melhor opção para a cidade

Roadtrip - Summer15 - (15)

A Place de la Bourse de outro ângulo

Roadtrip - Summer15 - (17)

Bikes, bikes, bikes ❤

Roadtrip - Summer15 - (18)

A Rue Saint-Catherine é a maior rua para pedestres da Europa

Roadtrip - Summer15 - (19)

Esta escultura próxima a Opéra é fantástica

Roadtrip - Summer15 - (21)

Este trem é ouotra opção de transporte que atende a cidade toda

Roadtrip - Summer15 - (23)

A fonte da Quinconces é uma das mais bonitas que já vi na vida






Roadtrip - Summer15 - (24)

O dia seguinte amanheceu novamente nublado e decidimos zarpar…

O destino foi San Sebastián, um balneário chique da Espanha, inserido no País Basco. Por sinal, eu nem sabia direito o que é o País Basco, ou Euskal Herria, na língua local. Mas, é uma região culturalmente autônoma da Espanha, que há anos luta por independência, assim como como a Cataluña. O idioma falado lá é o Basco, que não se parece em nada, com nada. Mas, todos falam castelhano, sem problemas. Ainda assim, é muito interessante ver uma cidade com placas, anúncios, sinais tão diferentes da nossa. A cidade é linda, praiana e cara. Os preços são muito mais parecidos com os de Paris, do que com os praticados no restante da Espanha. Para piorar estava frio e chovendo. Tudo bem, fomos conhecer San Sebastián na boa. A orla e o centro histórico são lindos, e eu que estava desanimado de ir até lá, por causa do preço, fiquei muito feliz de ter ido.

Roadtrip - Summer15 - (26)

A foz do rio Urumea em San Sebastián

Roadtrip - Summer15 - (28)

O hotel Maria Cristina é um dos must-see da cidade

Road Trip - Summer 15 - Jsalomao (3)

Playa de la Concha

Road Trip - Summer 15 - Jsalomao (1)

As charmosas ruas do centro da cidade

Road Trip - Summer 15 - Jsalomao (4)

O antigo cassino da cidade, hoje em dia é a Prefeitura.




A ideia era partir de lá para Bilbao, a capital do país Basco, mas simplesmente não conseguimos encontrar acomodação que coubesse no nosso orçamento. Mais uma nota mental sobre o verão… Ficamos o dia todo tentando encontrar algo, e a medida que foi anoitecendo, e não tínhamos onde ficar, começamos a abrir o horizonte. Ah, antes que você pergunte, “porque você não ficou em San Sebastián”, eu lhe digo. O único hostel disponível estava cobrando 110 euros, num quarto com quatro pessoas, apenas. Pesquisa vai, pesquisa vem, resolvemos arriscar e reservamos uma hospedagem rural, numa vila à 50 km de Bilbao, numa vila chama Barrón, ainda no País Basco.

MEU DEUS! Que experiência! A hospedagem era no meio do nada, no caminho para lá não vimos uma viva alma, apenas de um veado cruzando a estrada. Cheguei a ficar com medo sobre onde eu estava indo. Chegamos lá, a senhora dona do local nos recebeu com toda simpatia, mesmo dizendo que nenhuma reserva constava para ela. Logo na chega as constatações, sem Wi-Fi e nada de rede telefônica. E agora? Rsrs! E aí que foi incrível, ficamos na varanda da casa, estava bem frio, tomando vinho, vendo o céu estrelado e filosofando sobre a vida, com a certeza de que nunca esqueceríamos aquele dia.

Roadtrip - Summer15 - (33)

A hospedagem rural onde passamos a noite

Roadtrip - Summer15 - (34)

Barrón

Roadtrip - Summer15 - (35)

A igreja abandona da vila

Roadtrip - Summer15 - (36)

Uma vibe Minas Gerais no meio da Espanha

Acordamos, demos uma volta pelas cinco casas e uma igreja abandonada da vila, ganhamos um pacote de nozes da dona e partimos. Completamente estarrecidos com a experiência. Abortamos a ideia de ir até Bilbao e seguimos para León, na região de Castilla y León, na Espanha. Esta cidade, pequena e charmosa, faz parte da rota de Santiago de Compostela. As grandes atrações são a Catedral e Casa Botines, uma das únicas construções de Gaudí fora da região da Cataluña.

Depois de um delicioso almoço e passeio, rumamos de volta a Portugal, ainda faltavam mais de 300km, mas depois de mais de 1000 e tantos, isso parecia pouco. Chegamos no fim do dia, ainda há tempo de lanchar. Exaustos, destruídos, mas felizes até a tampa.

Roadtrip - Summer15 - (37)

O centrinho de León

Roadtrip - Summer15 - (38)

A suntuosa Catedral de Léon

Roadtrip - Summer15 - (39)

Roadtrip - Summer15 - (1)

A casa Botines de Antoni Gaudí

Obrigado por ler o post todo.

Abraços,

Juan Salomão

5 peças para renovar o seu visual

Já falei aqui algumas vezes a minha opinião sobre as tendências. Acho que ninguém deve sair correndo atrás delas, de maneira que só se sintam bem vestidos se estiverem usando a última combinação que o blogueiro, a revista e o pinterest te mostraram. Moda é atitude, e nós temos que saber usar as tendências a nosso favor.

Pensando nisso, separei algumas tendências ou simplesmente ideias, para você dar aquela melhorada no look, sem precisar renovar o guarda-roupa inteiro, ou melhor, sem precisar gastar tanto dinheiro. Ah, é claro que você não precisa ter as cinco, este post é simplesmente para inspirar você e dar algumas sugestões

Tênis branco

Depois de uma invasão de tênis super coloridos e cheios de informações, tenho prestado cada vez mais atenção nos tênis brancos. Daqueles bem simples mesmo, que pode ser usado numa combinação mais esporte, mas também fica bem com um blazer, por exemplo.

Jsalomao- Tenis branco trends - Outubro 15-final

Calça chino

De verdade, se você tem mais de 25 anos e ainda não tem uma calça chino, por favor, compre uma já. Esta calça é aquela que fica entre o meio do caminho da jeans e a calça social, ou seja, você pode usar para trabalhar, em eventos e para balada. Depois que você tiver uma, você não vai querer outra coisa mais.

Jsalomao -chino pants trends - Outubro 15-final

Parka

Seja para o outono europeu ou para a primavera brasileira, a parka é uma opção bacana de casaco. Ela pode ser encontrada em versões levinhas, que funcionam como quebra-vento, como também nos modelos mais pesados, ideal para o lado de cá do atlântico. A modelagem cumprida e mais larga, pede uma calça um pouco mais justa.

Jsalomao- Parka trends - Outubro 15-Parka

Chapéu

Eu sou suspeito para falar deste item, pois sou fã dos chapéus. Eu tenho um marrom, que já postei em looks aqui. Agora, estou de olho num modelo preto. O chapéu é daquelas peças que quer atitude para usar, portanto, se for pra sair com um, use com confiança. Ao mesmo tempo, ele é uma escolha simples, que levanta qualquer produção, basta uma camisa branca, uma calça preta e pronto.

Jsalomao -hats trends - Outubro 15-final

Acessórios

Foi tempo que pulseira, colar e anéis eram exclusividades do universo feminino. Ainda bem. Os acessórios também são soluções simples para deixar o seu visual diferente. Eu tenho algumas coisas, que venho comprando ao longo dos anos, e a melhor parte é que eles não saem de moda. Os meus preferidos são as pulseiras de couro e com aparência mais rústica. Também gosto de cordões com pingentes interessantes. Descubra qual estilo combina mais com você e tenho certeza que não vai parar de usar.

Jsalomao -accessories trends - Outubro 15-final

Se você tem alguma outra sugestão bacana, conta pra mim aqui nos comentários!
Abraços,
Juan Salomão

Sobre cabelos brancos e o desafio de ser autêntico

Logo que comecei com o blog, um dos desafios que me propus, foi o de ser autêntico ao máximo. Antes que você me julgue, não estou falando em originalidade. Sei que posts sobre viagens, moda e looks estão por aí, enchendo as páginas de resultados do google. Porém, meu propósito foi sempre falar sobre as coisas da maneira que penso, do meu jeito, com o meu olhar e sem nenhuma barreira. Afinal, as experiências que estão sendo vividas por mim, são diferentes das vividas por cada um de vocês, certo?

Aí você pergunta, porque eu estou fazendo este post? É simples, para falar, apenas. Criei a categoria “Sobre cabelos brancos” para colocar no papel, mesmo que online, tudo aquilo que me faz parar pra pensar,por pelo menos mais de uma vez. O tema autenticidade tem sido uma destas recorrências na minha cabeça inquieta. Num mundo com tanta gente produzindo informação e conteúdo, é fundamental que sejamos autênticos.

Tá, mas como assim?

O blog me ajudou absurdamente a ser mais autêntico, a falar o que eu penso, sem medo de quem está do lado de lá lendo, até porque, eu não estou vendo quem é. Não que eu tenha me tornado imune aos julgamentos, porque acredite, mesmo com um número de acessos pequenino, existem aqueles que perdem o tempo de vir aqui, para ofenderem  a qualquer custo. Mas voltando ao que interessa, neste exercício de ser mais autêntico, eu percebi o quanto expor os meus gostos, ideias e pensamentos tem me ajudado.

Deste jeito, lentamente, vamos amadurecendo, descobrindo as nossas verdadeiras referências (aliás, este é um outro tema que quero abordar aqui), nossas forças e fraquezas. Ninguém é de ferro e nenhuma vida é glamourosa o tempo todo, portanto, não perca seu tempo querendo ser alguém, que não você. Preocupe em contar as suas histórias e não repetir a dos outros.

Escrevo este post como estímulo de reflexão para o seu final de semana. Pense sobre colocar aquela sua ideia em prática, qualquer que seja ela, contanto que seja verdadeira, que tenha vindo de você. Aplique os planos que você gostaria de realizar, por mais bobo que ele pareça, independente da sua preocupação com o que vão pensar. Seja autêntico, faça do seu jeito, pois no fim, você vai percebendo que ser real com você mesmo é uma das sensações mais libertadoras do universo.

Youth Exchange - HB_HM_Sept2015 (43)

Percebeste?

1º ano português e uma das paisagens mais bonitas do país

Há um ano eu desembarcava em terras lusitanas. Cheio de vontade, curiosidade e anseios. O tempo passou rápido e os sentimentos apenas mudaram, mas continuam todos aqui. A sensação de que há muito para ser visto só aumenta. No entanto, para marcar esta data, muito importante para mim, compartilho com vocês uma das paisagens mais bonitas que eu já vi em Portugal e na vida.

O Parque Nacional da Peneda-Gerês que vai até a fronteira da Espanha, na região da Galícia, é considerado pela UNESCO como Reserva Mundial da Biosfera. Além de ser uma das maiores atrações naturais de Portugal, ele inclui trechos da estrada romana conhecida como Geira, que ligava Braga a Astorga.

Eu tive a oportunidade de conhecer este lugar com a minha amiga Daniela e a família, o que não poderia ter sido melhor. Além de me receberem com toda a hospitalidade portuguesa, o pai dela é um expert no local, me mostrando cantinhos que eu jamais conheceria se fosse sozinho.

DSC03879 DSC03885
DSC03908

DSC04008 DSC04013 DSC04041 DSC04078

Juan Salomão no Gerês

Antiga fronteira entre Portugal e Espanha, hoje desativada.

DSC04082
DSC04092

Oi?

O Gerês é paradisíaco, bom para nadar, acampar, fazer trilhas ou apenas ir jantar. Espero voltar muito ainda.
beijos,

Juan Salomão

Entre o Sul e o Norte: Óbidos e Nazaré

Como eu já contei nestes últimos posts sobre minhas viagens, os últimos dois meses foram bem intensos. Por isso, não consegui contar todas as histórias por ordem de acontecimento. Porém, nos dias que minha amiga @raquelterere estava aqui, eu, ela e @_cadu alugamos um carro e fomos até Lisboa.

Era final de Junho, o calor da capital estava beirando a insuportabilidade carioca, 40ºC marcando no termômetro lisboeta e um sol digno de Salvador. Exatamente por isso, no segundo dia, depois de já termos visto o essencial de lá, pegamos o carro e o ar condicionado e seguimos rumo ao Norte. No caminho fizemos duas parada mais do que especiais.

Óbidos – A cidade fortificada

Localizada a 80km de Lisboa, Óbidos é uma vila completamente murada, que durante séculos fez parte do dote das rainhas portuguesas. Sem dúvida, ela é um verdadeiro tesouro no meio do caminho, completamente conservada, encharcada de história e beleza. Acredita-se que a muralha tem a mesma estrutura desde 1527.

A cidade é feita para passear, entrar nas ruelas, mas também não demanda muito tempo. Claro que ela deve ser deliciosa para passar um final de semana de descanso, mas se o tempo for curto, também dá para conhecer tudo em uma tarde.

Juan Salomão em Óbidos - Junho 2014 - (6)

Óbidos ❤

Juan Salomão em Óbidos - Junho 2014 - (3)

As janelas são decoradas com flores e eu apareço no reflexo

Juan Salomão em Óbidos - Junho 2014 - (7)

Oversized t-shirt , H&M – Short, Foxton – Sandália – Forever21

Juan Salomão em Óbidos - Junho 2014 - (1)





Juan Salomão em Óbidos - Junho 2014 - (10) Juan Salomão em Óbidos - Junho 2014 - (11)

Juan Salomão em Óbidos - Junho 2014 - (9)

Praia de Nazaré

O calor era tanto, que depois de uma cidade de pedra, decidimos seguir para uma cidade de praia. Nazaré, aquela das ondas enormes, foi o nosso destino. Não porque algum de nós pega onda, mas foi uma escolha aleatória. Nazaré é praticamente uma cidade de dois andares, a parte da praia e a parte superior, que são ligadas por um funicular.

Ficamos só na praia, por 30 minutos, pegadinha do destino, o vento estava muito forte e acabou ficando frio. Mas, tudo bem, nosso caminho até Braga ainda era longe, já valeu para conhecer a cidade. De lá, seguimos para o norte e encerramos mais uma aventura incrível!

Juan Salomão em Nazaré - Junho 2015 (1)
Juan Salomão em Nazaré - Junho 2015 (5)

Juan Salomão em Nazaré - Junho 2015 (2)

beijos,

Juan Salomão