Meu primeiro Youth Exchange na Hungria (Parte 1)

Opa, pera lá, Youth Exchange? Eu? Sim, personas. 27 anos e ainda posso ser considerado jovem, oras. Este post vem com muito, mas muito atraso mesmo. Esta experiência foi o primeiro momento onde eu comecei a repensar várias coisas, inclusive minha ausência por aqui.

Em abril de 2015, o Dudu me apresentou a YUPI, uma associação para desenvolvimento social e comunitário, com sede em Famalicão. Por meio dela é possível participar de diversos programas, intercâmbios, formações e outras atividades em Portugal e pelo mundo. Depois de um like na página deles, comecei a acompanhar as oportunidades que eles ofereciam e quando vi um intercâmbio para Hungria, com o tema de “Healthy bodies, Healthy minds”, fiquei super empolgado e me inscrevi. Foi preciso fazer uma carta de motivação e contar um pouco da minha relação com o tema. Em seguida aconteceu uma entrevista presencial e, yay, fui selecionado.

A partir dali, tivemos encontros para esclarecer todos os detalhes e conhecer as outras pessoas com quem eu iria. Este momento já foi muito interessante para mim, afinal eu estava me juntando ao time português para representar o país durante a semana. Estava um pouco receoso do que os outros participantes pensariam disso. Além disso, durante a reunião nos foi dito que seria preciso organizar uma apresentação cultural sobre o país, para ser apresentado em uma noite para os outros integrantes.

Ah, quanto ao destino, uma reserva ecológica no vilarejo de Katalinpuzsta a 55km da capital Budapeste. Corri no Google Maps e tive a certeza que seria tudo muito diferente de tudo que já tinha vivido.

Chegado o dia da viagem, saí de Braga, encontramos todos no Aeroporto do Porto e fomos até Beauvais, na França, depois um outro vôo até Budapeste. Estava realmente ansioso, era minha primeira vez no leste europeu, num intercâmbio jovem e com pessoas que não conhecia. Aliás, havia uma conhecida, a Diana, que foi minha roomate em Guimarães, quando cheguei em Portugal.

DSC04366.JPG

Um pedacinho de Katalinpuzsta.

DSC04184

 

Chegamos a Budapeste no fim do dia e logo fomos recebidos por uma das organizadoras. Esperamos um tempo pelo grupo italiano e mais metrô, trem e ônibus até chegar em Katalinpuzsta. Lá encontramos todos. Éramos nós de Portugal, Itália, Polônia e Hungria.

DSC04255

Apesar de termos chegado no entardecer, já foi possível ver que o lugar é sensacional. Muita área verde, uma casa espetacular e uma sensação de tranquilidade sem fim. Só para entender, era estilo ao que chamamos de hotel fazenda no Brasil. Em pouco tempo conheci o pessoal com quem eu ia compartilhar o quarto e conseguimos a papear. Junte um brasileiro, representando Portugal, um italiano, um húngaro e um polonês e comece a desenvolver todas as suas habilidades para ser social. Simplesmente fantástico.

Obviamente, todos fomos atrás da senha do wi-fi e logo tivemos a surpresa que ali não ia rolar internet a semana toda. Foi engraçado, porque ficou todo mundo sem lugar e, consequentemente nos obrigamos a conversar muito mais. Fomos todos para o jantar e uma atividade para quebrar o gelo dos primeiros momentos e assim começou uma das semanas mais legais da minha vida, que eu conto no próximo post.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s