Entre o Sul e o Norte: Óbidos e Nazaré

Como eu já contei nestes últimos posts sobre minhas viagens, os últimos dois meses foram bem intensos. Por isso, não consegui contar todas as histórias por ordem de acontecimento. Porém, nos dias que minha amiga @raquelterere estava aqui, eu, ela e @_cadu alugamos um carro e fomos até Lisboa.

Era final de Junho, o calor da capital estava beirando a insuportabilidade carioca, 40ºC marcando no termômetro lisboeta e um sol digno de Salvador. Exatamente por isso, no segundo dia, depois de já termos visto o essencial de lá, pegamos o carro e o ar condicionado e seguimos rumo ao Norte. No caminho fizemos duas parada mais do que especiais.

Óbidos – A cidade fortificada

Localizada a 80km de Lisboa, Óbidos é uma vila completamente murada, que durante séculos fez parte do dote das rainhas portuguesas. Sem dúvida, ela é um verdadeiro tesouro no meio do caminho, completamente conservada, encharcada de história e beleza. Acredita-se que a muralha tem a mesma estrutura desde 1527.

A cidade é feita para passear, entrar nas ruelas, mas também não demanda muito tempo. Claro que ela deve ser deliciosa para passar um final de semana de descanso, mas se o tempo for curto, também dá para conhecer tudo em uma tarde.

Juan Salomão em Óbidos - Junho 2014 - (6)

Óbidos ❤

Juan Salomão em Óbidos - Junho 2014 - (3)

As janelas são decoradas com flores e eu apareço no reflexo

Juan Salomão em Óbidos - Junho 2014 - (7)

Oversized t-shirt , H&M – Short, Foxton – Sandália – Forever21

Juan Salomão em Óbidos - Junho 2014 - (1)





Juan Salomão em Óbidos - Junho 2014 - (10) Juan Salomão em Óbidos - Junho 2014 - (11)

Juan Salomão em Óbidos - Junho 2014 - (9)

Praia de Nazaré

O calor era tanto, que depois de uma cidade de pedra, decidimos seguir para uma cidade de praia. Nazaré, aquela das ondas enormes, foi o nosso destino. Não porque algum de nós pega onda, mas foi uma escolha aleatória. Nazaré é praticamente uma cidade de dois andares, a parte da praia e a parte superior, que são ligadas por um funicular.

Ficamos só na praia, por 30 minutos, pegadinha do destino, o vento estava muito forte e acabou ficando frio. Mas, tudo bem, nosso caminho até Braga ainda era longe, já valeu para conhecer a cidade. De lá, seguimos para o norte e encerramos mais uma aventura incrível!

Juan Salomão em Nazaré - Junho 2015 (1)
Juan Salomão em Nazaré - Junho 2015 (5)

Juan Salomão em Nazaré - Junho 2015 (2)

beijos,

Juan Salomão

Anúncios

4 comments

  1. Raquel Tererê · Setembro 2, 2015

    Óbidos, amor verdadeiro amor eterno! Que viagem, que viagem… Ora pois.

    Liked by 1 person

  2. luciana c caldeira · Setembro 2, 2015

    demaissssss…. saudadesssssss…. bjusssssssssssssss

    Gostar

  3. Vico Lopes · Setembro 2, 2015

    Amando os posts! *clap clap clap*

    Liked by 1 person

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s